Porque a escola faz mal aos nossos filhos

Preocupamo-nos muito em garantir que o ensino, as escolas e os professores estão a ensinar os nossos jovens, mas esquecemo-nos do mais importante… que eles não estão a aprender nada, ou pelo menos nada de útil. Todo o ensino está focado em criar adultos iguais com competências iguais. Todo o sistema de ensino concentra esforços em acabar com a individualidade e criatividade, substituíndo estes por conhecimentos pré-adquiridos por outros… Ensinamos os jovens a usar algoritmos já existentes mas não a criar novos.

Em vez de passarmos 12, 17, ou por vezes mais anos, a tentar injectar-lhes conhecimentos que em 5 minutos eles conseguem encontrar no google, devíamos repensar todo o sistema para os ensinar a pensar, descobrir e definir as suas próprias escolhas. Temos de criar pessoas diferentes, com competências diferentes, para conseguirmos algo diferente do que temos hoje.

Já em 1977 escrevia o Alberto Pimenta…
”(…) a escola não é, como se supõe, o lugar onde se aprende a fazer, mas o lugar onde se aprende a não fazer; a escola, toda a escola, da mais baixa à mais alta, é o lugar onde se assegura a formação contínua duma continuada conformação, onde se aprende o que se não deve fazer e o que se não deve pensar, o que se não pode fazer e o que se não pode pensar; a escola é desde o início o lugar onde se deixa de fazer, onde se deixa de fazer o que é natural fazer e onde se deixa de pensar o que é natural pensar, essa é a escola; na escola se começa a deixar de fazer e se continua a deixar de fazer e cada vez mais de deixa de fazer, até ao ponto de acabar por nada mais fazer senão o que serve à escola, que é o que não serve à vida, e não fazer o que serve à vida, que é o que serve à escola. A escola, toda a escola, desde a geral à especializada, sempre primária sobretudo quando o é superiormente, é um lugar de omissão, de omissão de vida(…)”

O gato da Alice dizia-lhe… “Se não sabes para onde vais, qualquer caminho serve”. Pois o que eu tento dizer é… se empurramos todos os nossos jovens para o mesmo caminho como podemos depois lhes exigir que escolham por si um destino?

Para todos os que partilham desta ideia recomendo que leiam e passem aos vossos filhos o livro… “If You Want to Be Rich & Happy Don’t Go to School”.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s